“A chave para uma vida longa e próspera é o equilíbrio em todos os setores da vida.”

yin-yang

Você já ouviu alguém dizer que é 8 ou 80, de extrema esquerda ou de extrema direita, se não está comigo, está contra mim? Então, o extremismo é um grande problema, não sabermos dosar, não respeitarmos a opinião ou a opção contrária a nossa, não é correto. Devemos buscar o melhor de cada ideia, de cada opinião, sempre tirarmos algo de benéfico, procurar o equilíbrio na vida, não sermos muito rápidos nem muito lentos, saber a hora de falar e a hora de calar, o melhor momento para se expressar, a melhor forma de agir, não levar tudo tão ao pé da letra, equilibrar nossas energias.

Segundo a filosofia chinesa, tudo pode ser descrito como Yin ou Yang. Na Terapia Tradicional Chinesa, cada um dos cinco elementos (Madeira, Metal, Água, Terra e Fogo) possui um par de órgãos Yin e Yang. O meridiano dos órgãos Yin tem um fluxo descendente de energia e o Yang tem fluxo descendente. Um desequilíbrio da relação Yin-Yang pode possibilitar o surgimento de desajustes no organismo. Todo indivíduo precisa encontrar esse equilíbrio, dependendo de sua constituição corpórea, clima, estação do ano, ocupação e até ambiente emocional. Se estiver em perfeita saúde, o indivíduo deve ser capaz de se adaptar a qualquer uma das inevitáveis mudanças da vida. Existem seis princípios a seguir de Yin e Yang:

Seis princípios principais do relacionamento Yin e Yang

1 – Yin e Yang são opostos.

Tudo tem seu oposto – embora isso nunca seja absoluto, cada um contém a semente do seu oposto. Por exemplo, o frio pode se transformar em quente; ou mudanças de estação do ano.

2 – Yin e Yang são interdependentes.

Nada é totalmente Yin ou totalmente Yang. O estado clássico “Yin cria Yang e Yang ativa Yin”.  Um não pode existir sem o outro. Por exemplo, o dia não pode existir sem a noite.

3 – Yin e Yang podem ser subdivididos em Yin e Yang.

Qualquer aspecto Yin ou Yang pode ser subdividido em Yin e Yang. Por exemplo, a temperatura pode ser vista como quente ou fria.

4 – Yin e Yang consomem e se apoiam.

Os níveis relativos de Yin e Yang estão mudando continuamente. Normalmente, essa é uma mudança harmoniosa, mas quando Yin ou Yang estão desequilibrados, eles se afetam, e muito de um pode enfraquecer (consumir) o outro. Existem quatro desequilíbrios possíveis: excesso de Yin, excesso de Yang, deficiência de Yin, deficiência de Yang.

5 – Yin e Yang podem se transformar um no outro.

Em um estágio específico, o Yin pode se transformar em Yang e vice-versa. Por exemplo, a vida muda para a morte. Um pode mudar para o outro, mas não é um evento aleatório, acontecendo apenas quando é a hora certa. Por exemplo: a primavera só chega quando o inverno termina.

6 – Parte de Yin está em Yang e parte de Yang está em Yin.

Sempre há traços de um no outro. Por exemplo, sempre há luz no escuro (por exemplo, as estrelas à noite), essas qualidades nunca são completamente uma ou outra.

Gostou de saber um pouco sobre Yin e Yang? Para se aprofundar no assunto faça o Curso Terapias Integrativas no Instituto Terceira Visão e descubra essa e outros assuntos da área holística, técnicas integrativas e complementares que poderão agregar muito em sua vida. Veja algumas técnicas disponibilizadas pelo SUS que estão presentes no curso de Terapias Integrativas do Instituto Terceira Visão.

Gratidão!

Compartilhe